sexta-feira, 28 de outubro de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

O que o Senhor quer?...............

E ai? tudo certo?
Primeiro quero agradecer a todos pelas orações e apoio semana passada! Realmente, foi uma semana difícil! E todos temos semanas difíceis, não é mesmo?
E aquelas semanas onde vc passa dia e noite perguntando: Deus o que VC quer? qual é a Tua vontade pra minha vida?
Observo muitas pessoas buscando a vontade de Deus, querendo fazer aquilo que Ele quer, aquilo que é a vontade dEle.  Em muitas decisões, muitos problemas, e dias difíceis, buscamos a orientação de Deus!
Agora nesse final de ano, comecei a ter muitos questionamentos, comecei a me perguntar: qual é a vontade de Deus na minha vida? O que Deus quer de mim em 2010?
Pensando nessas perguntas e tentando achar respostas, Deus me mostrou em Sua própria palavra, o que Ele quer, qual é a vontade dEle.
o-que-DEUS-quer
E o que exijo de vocês é claro como a luz do sol.  Eu quero que vocês me amem e não que me ofereçam sacrifícios; em vez de me trazer ofertas queimadas, eu prefiro que o meu povo me obedeça.”  (Oséias 6:5b e 6)
“ O que é que eu levarei quando for adorar ao Deus Eterno? O que oferecerei ao Altíssimo Deus? Será que deverei apresentar a Deus bezerros de um ano para serem completamente queimados? Será que o Deus Eterno ficará contente se eu oferecer milhares de carneiros ou milhares e milhares de rios de azeite? Será que deverei oferecer o meu filho mais velho como sacrifício para pagar os meus pecados e as minhas maldades?  O Deus Eterno já nos mostrou o que é bom, Ele já disse o que exige de nós. O que ele quer é que façamos o que é direito, que amemos uns aos outros com dedicação e que vivamos em humilde obediência ao nosso Deus.” (Miquéias 6:6-8)
A vontade de Deus é muito clara, tanto quanto a luz do sol, como Ele mesmo diz:
1. Amar a Deus
o-que-o-SENHOR-quer

Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças.” (Marcos 12:30)
Ok, todo mundo sabe esse versículo de cor, certo?
Mas e na prática? Amar a Deus com toda a alma, mente e coração significa amar a Deus com tudo o que vc é! Com tudo o que vc tem! Jesus não nos fala pra amar a Deus somente com nossos corações ou somente com nossas forças!
Deus nos fez seres completos e pra Ele, importa que o amemos da mesma forma, ou seja,  por inteiro. Ele pede que O amemos por completo, entrega total!
*alma e coração: Coração, na linguagem bíblica, significa o centro da vontade, dos sentimentos. Um coração que crê e ama a Deus não se prende em sua própria vontade, mas sujeita-se a vontade de Deus.
A lei do SENHOR é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.” Salmos 19:7
É na alma que temos as emoções, sentimentos, onde tomamos decisões, fazemos escolhas. Amar a Deus com a alma é colocar teus sentimentos, emoções, escolhas, decisões, pensamentos, ideias, planos, sonhos, debaixo da vontade dEle, é entregar tudo isso pra Ele! Se vc passa a amar a Deus com a tua alma, essas coisas não te pertencem mais, porque vc coloca DEUS em primeiro lugar. Ele que vai tomar conta do teu pensamento, Ele que vai guiar teus projetos e teus sonhos!
Então dali buscarás ao SENHOR teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma.” Deuteronômio 4:29
*mente: algumas versões trazem como entendimento, ou até mesmo inteligência.
“Confie no Deus Eterno de todo o coração e não se apóie na sua própria inteligência.” Provérbios 3:5
Aquele que ama a Deus, não se apóia em sua própria inteligência, seus próprios pensamentos, nem mesmo sua lógica.
O que ocupa a tua mente?
Por último, meus irmãos e minhas irmãs, encham a mente de vocês com tudo o que é bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente” (Filipenses 4:8)
Ocupem a mente de vcs com pensamentos que agradem a Deus! Pensamentos ligados a Ele! Ame ao Senhor com toda a tua mente! Coloque-O em primeiro lugar no teu pensamento!
*forças: A nossa vida não é como um mar de rosas. Passamos por muitos problemas, muitas dificuldades que nos entristecem e nos fazem querer desistir de tudo. Mas Deus nos pediu que o amassássemos com todas as nossas forças, porque Ele sabia desses dias ruins, dos momentos de fraqueza, de angústia. Porque quando vc não tem mais onde se agarrar, Ele quer que vc se agarre nEle! Com toda a tua força! Deposite as tuas forças em Deus.
“Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação” – Filipenses 4:13
“O SENHOR é a minha força e o meu escudo; nele confiou o meu coração, e fui socorrido; assim o meu coração salta de prazer, e com o meu canto o louvarei.” – Salmos 28:7
“Eis que Deus é a minha salvação; nele confiarei, e não temerei, porque o SENHOR DEUS é a minha força e o meu cântico, e se tornou a minha salvação.” – Isaías 12:2
Resumindo: Deus quer que O amemos com TUDO! Tudo o que temos e somos! Não somente com a razão, mas também com a emoção! O ser humano só é capaz de amar quem ele conhece. Não amamos quem não conhecemos. E amor, vem com o tempo. Assim, para amar a Deus vc precisa passar tempo com Ele, conhecê-lo. E como vc vai fazer isso? Estudando a Bíblia. Não apenas lendo, mas estudando mesmo. Conhecendo mais e mais de Deus. Não apenas com a Bíblia vc aprende sobre Deus, mas também com as circunstâncias que vc passa e com as pessoas que te ensinam, mas tudo sempre vai apontar para a Palavra de Deus!
Então:
Vc conhece à Deus –> vc ama a Deus!
2. Amar uns aos outros
ame-ao-proximo

“…amarás o teu próximo como a ti mesmo…” Marcos 12:31
É incrível como podemos ter a definição de amor na própria Bíblia! Aqueles famosos versículos que todo mundo gosta de repetir, mas que poucos de fato o colocam em prática. Gosto da Bíblia na versão de hoje, porque ela não dá a definição de amor em si, mas na prática, com a definição de quem ama:
“Quem ama é paciente e bondoso. Quem ama não é ciumento, nem orgulhoso, nem vaidoso. Quem ama não é grosseiro nem egoísta; não fica irritado, nem guarda mágoas.Quem ama não fica alegre quando alguém faz uma coisa errada, mas se alegra quando alguém faz o que é certo. Quem ama nunca desiste, porém suporta tudo com fé, esperança e paciência.” – I Coríntios 13:4-7
Eu sei que muitos gostam de aplicar esses versículos em relacionamentos românticos. Mas o amor, vai muito além disso! Quem é o teu próximo?
O teu próximo é qualquer pessoa na face da terra! As pessoas que são da tua família, as pessoas que estão na tua igreja, no teu trabalho, enfim, todas as que conhecem e também as que não conhecem o amor de Jesus. Com a tua vida, com o teu amor, vc pode demonstrar o amor de Jesus, na vida de outros.
Ok, como já falei, vc só ama quem vc conhece. Mas se Jesus deixou um mandamento de amar ao próximo como a mim mesmo, o que isso significa?
Significa que vc tbm deve conhecer o teu próximo. Saber quem ele é, o que ele precisa, quais são suas dificuldades, necessidades. Amor é atitude. Então, pense por uns minutos, de que forma vc poderia demonstrar amor ao teu próximo?
Essa é uma das áreas que Deus tem trabalhado na minha vida ultimamente. Ele tem me mostrado que o mundo não gira ao redor do meu umbigo e que tem pessoas, com necessidades, físicas, emocionais e espirituais ao meu redor. A cada dia aprendo a demonstrar amor, de diversas formas. Posso ajudar mais na igreja, posso ajudar mais em casa, posso dar uma palavra de conforto a um colega de trabalho, posso dar dinheiro a um amigo que acabou de ser demitido, posso ser mais carinhosa com meus pais, com a minha irmã, posso dar comida a quem tem fome…
Enfim, amar ao próximo como a ti mesmo resume-se nas palavras de Jesus:
“Façam aos outros o que querem que eles façam a vocês; pois isso é o que querem dizer a Lei de Moisés e os ensinamentos dos Profetas.”  Mateus 7:12
Portanto:
“Não fiquem devendo nada a ninguém. A única dívida que vocês devem ter é a de amar uns aos outros. Quem ama os outros está obedecendo à lei.” Romanos 13:8

Abraços a todos!
Desejo a todos uma semana mto abençoada na presença do Senhor!
sábado, 22 de outubro de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Esperar em Deus

Espera no Senhor!
Deus tem um plano para cada um de nós, devemos ter paciência para aguarda a vontade de Deus acontecer na nossa vida.
Que Deus nos dê a sua graça e sua benção para saber aguarda o tempo certo das coisas acontecerem, paciência, sabedoria e dissernimento. Que o tempo de espera não seja um tempo de angustica e ansiedade, mas, um tempo de crescimento, e preparação para compreender a vontade d’Ele na nossa vida.

Espera no Senhor, mesmo quando a vida pedir de ti mais do que podes dar.
E o cansaço já fizer teu passo vacilar.
Espera no Senhor, mesmo se a solidão teu peito machucar,
E te der vontade de ir embora e tudo abandonar,
Espera no Senhor!

Há um Deus que te ama e Ele tudo pode transformar,
Seu amor te sustentará. Espera nele e Ele tudo fará, tudo fará!

Espera no Senhor, mesmo se o coração angustiado está,
Por ver alguém que amas longe do Senhor andar
Espera no Senhor mesmo que suas promessas demorem a se cumprir
E a vontade dele seja sacrifício para ti, Espera no Senhor!

Abraços

VISÃO + AMOR PELOS PERDIDOS + DISPOSIÇÃO = M I S S Õ E S

 
VISÃO, AMOR PELOS PERDIDOS E DISPOSIÇÃO
 
Para iniciar um trabalho missionário numa igreja, é necessário primeiramente que, aquelas pessoas interessadas em fazê-lo, se prontifiquem a compreender a vontade de Deus em relação ao assunto. Para isso, precisam ter a visão certa: a visão de Deus. Então podemos fazer algumas perguntas para entendermos melhor sobre essa necessidade.

- O que você sente no coração quando ouve alguém falar sobre as necessidades do mundo?
- Idéias novas e diferentes surgem em sua mente quando alguém lhe fala sobre missões?
- Você ora constantemente pelos missionários que estão no campo?
- Você tem influenciado outros para se envolverem com missões?
- Quando alguém compartilha contigo a respeito do seu chamado, você o incentiva a continuar?
- Você já mobilizou pessoas alguma vez a enviar uma oferta missionária para missões?
- Você gosta de participar de conferências, congressos, acampamentos que abordam o tema missões?
- Você envia periodicamente oferta para algum missionário no campo?

Deu para sentir que as perguntas acima apontam uma ligação inquebrável das três áreas necessárias na vida da igreja, para alguém iniciar um departamento missionário. Essas áreas são, na verdade, a essência do compromisso missionário que todo cristão deve ter no seu dia a dia, elas são:

VISÃO + AMOR PELOS PERDIDOS + DISPOSIÇÃO = M I S S Õ E S

Mais de dois bilhões e setecentos milhões de seres humanos, número que representa cerca de dois terços da humanidade, ainda não foram evangelizados. Sentimo-nos envergonhados da nossa negligência para com tanta gente; continua sendo uma reprimenda para nós e para toda a Igreja. Há, no momento, todavia, em muitas partes do mundo, uma receptividade sem precedentes para com o Senhor Jesus Cristo. Estamos convictos de que esta é a hora de as igrejas e outras instituições orarem fervorosamente pela salvação do povo não evangelizado e de lançarem novos programas visando a evangelização total do mundo. 
As Boas Novas do Evangelho foram deixadas na terra por Jesus, para toda a raça humana. Por isso, devemos ir por todo mundo, e não apenas para algumas regiões. O "Ide" é imperativo e não opcional. Este é o nosso chamado como corpo de Cristo, é a nossa responsabilidade: ir e pregar o evangelho.

VISÃO
- Olhar para o mundo sob a perspectiva bíblica. Saber que Jesus morreu por todos os homens. Conhecer as necessidades do homem e ter a verdadeira consciência sobre as responsabilidades conferidas a você para mudar tal situação.

AMOR PELOS PERDIDOS
- Uma paixão desenfreada por aqueles que se perdem no mundo. Preocupação autêntica com as pessoas que ainda não foram alcançadas pelo evangelho. Sofrimento e dor quando ouve alguma notícia sobre a situação caótica da raça humana. Sente a responsabilidade de mudar a situação.

DISPOSIÇÃO
- Levanta-se para fazer algo concreto em benefício das pessoas. Não mede esforços para trabalhar na casa de Deus. Está sempre alegre em saber que tudo aquilo que é feito para a obra de Deus é bom e satisfatório. Não importa o resultado imediato, o importante é que o nome do Senhor está sendo glorificado. Dispõe-se debaixo de uma vívida e empolgante responsabilidade para mudar a situação.

Visão = Conhecer a responsabilidade. Amor pelos perdidos = Sentir a responsabilidade. Disposição = Agir sob a responsabilidade.

Fazer missões é algo imperativo para o povo de Cristo. O "Ide" é uma ordem do próprio Senhor Jesus.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Vencendo a masturbação



A masturbação é pecado de impureza e é um fruto que nasce de raízes plantadas, quase sempre, na infância ou no mais tardar, na adolescência. E se o mal não for cortado pela raiz, ele perdurará até a fase adulta, e em muitos casos, até mesmo depois de casado, podendo trazer sérias consequências no relacionamento conjugal. É um vício terrível que escraviza a mente da pessoa, seja ela homem ou mulher. É necessário cortar a raiz deste mal, para que a árvore possa dar bom fruto e assim ser preservado o tronco: “Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo” (Mt 3:10)

Para se livrar definitivamente deste mal, é necessário pedir ao Espírito Santo que traga à sua memória os momentos em que a lascívia, a luxúria ou a pornografia foi plantada em seu coração, seja na infância, seja na adolescência. Pode ter sido através de uma amiguinha, uma prima, primo, “amigo”, tio, ou parente próximo ou até mesmo dos próprios pais. Uma vez lembrado, peça perdão ao Senhor por cada vez que você, voluntariamente, desejou o pecado.

Pecado não é somente o ato em si mesmo, mas o desejo voluntário, a conjugação da tentação com o pensamento acolhido na mente. O pecado jaz à nossa porta mental dia e noite e quando convidamo-lo a entrar, então estamos pecando. Uma vez concebido o pecado no coração, o ato físico é só questão de tempo, assim como a morte (separação eterna de Deus) do pecador que não se arrepender. “Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte” (Tg 1:15)

Só ficamos livres do pecado quando entregamos nossas vidas a Jesus e buscamos amá-lO de todo o nosso coração. E só fazemos isso quando estivermos cheios do Espírito Santo, isto é, quando somos dirigidos pelo Espírito, quando amamos o relacionamento com o Senhor, quando gostamos da Palavra de Deus, quando buscamos conhecer os mistérios do Reino de Deus. “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade” (Jo 17:17)

Santificação é um processo e para isso dependemos do Espírito Santo, e não de nossas próprias ações. É Deus quem executa em nós esse processo, à medita em que desenvolvemos uma relação de intimidade com Ele: “porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade” (Fp 2:13). E quanto mais damos espaço à ação do Espírito Santo, mais seremos cheios do Espírito de Jesus em nós.

O viciado deve mudar o foco de sua atenção. É um erro querer ficar livre das tentações colocando a mente diariamente nas próprias tentações ou fraquezas. Isso só re-alimenta a mente. O viciado deve aceitar a proteção do Senhor sobre ele, como um escudo. O seu foco de atenção primordial deve ser o Senhor, as coisas do Reino de Deus, as benditas promessas que nos estão reservadas. “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Fp 4:8).

Um equilibrista atravessando um desfiladeiro na corda bamba se sente seguro quando não olha, nem para a corda, nem para o desfiladeiro, mas sim para o seu destino, para um ponto fixo à sua frente, para a rocha. Jesus é a nossa Rocha!

Não devemos menosprezar os ensinamentos recebidos de Deus, seja através da Bíblia, seja através de Seus mensageiros, pois quem faz isso não está desprezando a esses homens, mas sim ao próprio Deus, que é Quem concede o Espírito Santo. A vitória sobre o pecado é do Espírito Santo operando internamente em nós e não através de nossas próprias forças. É impossível ao homem ser salvo através de suas próprias forças, mas a Deus nada é impossível. “Eles ficaram sobremodo maravilhados, dizendo entre si: Então, quem pode ser salvo? Jesus, porém, fitando neles o olhar, disse: Para os homens é impossível; contudo, não para Deus, porque para Deus tudo é possível” (Mc 10:26,27).

Jesus te ama. Ele morreu por causa de nossos pecados, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia. Se você quer ter um encontro com Ele, confesse agora a Jesus como Senhor e salvador de sua vida e peça-lhe que o livre do poder do pecado e da morte eterna.

Que o Senhor te abençoe ricamente com plenos conhecimentos a respeito de Jesus Cristo e do Seu amor por você.
Abraços
domingo, 4 de setembro de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Salvador e Rei

Ola, postei este video, porque Deus tem falado comigo atravez dele muitas veses, sempre que assisto me transformo, é uma musica sem igual, espero que voces gostem e sintam a paz do senhor ao ouvi-la tambem.
Abraços
segunda-feira, 29 de agosto de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Proibida entrada de pessoas perfeitas


“Uma igreja não é feita de pessoas perfeitas, e se fosse, você a estragaria no momento em que colocasse o pé dentro dela.” – ouvi isso de um jovem amigo ha algum tempo, mas desde que ouvi a minha visão quanto a igreja não foi mais a mesma! Isso me levou a ter interesse de ter no mes de setembro o seguinte tema:"Proibido entrada de pessoas perfeitas" nos cultos de quinta feira na PIB. Iremos compartilhar histórias de pessoas imperfeitas sendo transformadas através de um relacionamento com O Perfeito, Jesus, enquanto elas estão envolvidas em uma igreja onde o lema é “venha como está”.
Primeiro, precisamos entender que não celebramos a imperfeição. NÃO! Imperfeição é fruto do pecado que entrou no mundo através de Adão, lá no Jardim do Éden, então NUNCA poderíamos celebrá-la. A nossa celebração é ao fato de que Deus nos ama APESAR de nossas imperfeições, e que a Sua graça em Jesus nos capacita a tomar decisões corretas APESAR de nossas imperfeições. Você é imperfeito enquanto for “ser humano”/enquanto estiver “na carne”, mas você é perfeitamente apto em Jesus Cristo para acertar independente de suas imperfeições, porque o poder de Deus se aperfeiçoa em nossa fraqueza/imperfeição (2 Cor. 12:9).
Segundo, o termo “venha como está” não é um apelo ao comodismo espiritual, ou seja, não é porque você é aceito por Deus DO JEITINHO QUE VOCÊ É que isso deve lhe acomodar a não mudar, não crescer, não melhorar. NÃO! O “venha como está” é um apelo para as pessoas entenderem que Deus é um Deus APAIXONADO por elas, em todo e qualquer estágio da vida delas – no melhor ou no pior – e que está aberto a se relacionar com todas elas! O “venha como está” quebra a MENTIRA de que precisamos melhorar para depois nos relacionarmos com Deus. Isso é uma MENTIRA! Como podemos melhorar longe da presença de Deus? IM-POS-SÍ-VEL melhorar longe de Deus. Precisamos estar PERTO de Deus para sermos TRANSFORMADOS À IMAGEM DE DEUS! Ou seja, “venha como está” simplesmente retrata a verdade de que Deus está “ansioso” por um relacionamento com TODAS as pessoas!
Espero que isso gere em você, como membro/líder de uma igreja, o desejo de PROIBIR A ENTRADA DE PESSOAS PERFEITAS em sua igreja, e coloque uma “placa” dizendo: “VENHA COMO ESTÁ, um Deus apaixonado por você lhe espera aqui dentro!”
Abraços
sexta-feira, 26 de agosto de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Siga em frente



Ola pessoal tudo bem? Hoje presenciei uma cena de alguns jovens que me pareciam não conseguirem seguir em frente com as suas vidas, a juventude é uma fase complicada e acarreta muitas responsabilidades, então me senti na responsabilidade de escrever este post para voce dizendo que a vida as coisas, às vezes, andam muito devagar. Mas é importante não parar. Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso, e qualquer um pode fazer um pequeno progresso.
Se você não conseguir fazer uma coisa grandiosa hoje, faça alguma coisa pequena.
Pequenos riachos acabam convertendo-se em grandes rios.

Continue andando e fazendo.
O que parecia fora de alcance esta manhã vai parecer um pouco mais próximo amanhã ao anoitecer se você continuar movendo-se para frente.
A cada momento intenso e apaixonado que você dedica a seu objetivo, um pouquinho mais você se aproxima dele.
Se você pára completamente é muito mais difícil começar tudo de novo.
Então continue andando e fazendo. Não desperdice a base que você já construiu. Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo, hoje, neste exato instante.
Pode não ser muito, mas vai mantê-lo no jogo.
Vá rápido quando puder. Vá devagar quando for obrigado.
Mas, seja lá o que for, continue. O importante é não parar!!!

QUE DEUS TE ABENÇÕE.
segunda-feira, 27 de junho de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Um pecado chamado fofoca



Imagine a situação: o que você sentiria se chegasse em um grupo de pessoas e percebesse que elas estavam falando justamente de você? E pior: estavam falando de algo só seu, algo íntimo, que diz respeito a só você e ninguém mais… chato, não é? Super desagradável!
Pois é, considerando como pecado toda atitude de desobediência a vontade de Deus podemos dizer sim, fofocar é pecado. Pois a vontade de Deus para nós é bem clara, na carta aos Gálatas São Paulo fala no capítulo 5,14 que “toda a lei se resume neste único mandamento: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Já concluímos que não é legal saber que andaram falando da gente, se isso não é bom para mim, não será bom para ninguém. “O que não desejo para mim, também não farei para os outros”.
Fofoca é um hábito muito feio, deselegante, de quem não tem nada de bom para falar de si e por isso acaba falando da vida dos outros. A fofoca tem um objetivo maldoso, que geralmente é de “sujar” a imagem do outro. Tem gente que tem isso como um costume, parece que tem coceira na língua, é só ver alguém passar , que logo tem um comentário maldoso a fazer, seja da roupa da pessoa, seja de algo que ela ficou sabendo, e as vezes são até mentiras.
Como é ruim conviver com alguém assim! A sensação que me passa é de que nunca posso confiar em alguém fofoqueiro, pois se essa pessoa fala de todo mundo, com certeza também falará de mim, mesmo que seja minha amiga. Tem gente que usa o próprio Deus para fofocar. Já ouviu aquela expressão assim: “Olha, vou te contar, porque é pra você rezar pela fulana, mas não comenta com ninguém.” Ora, se não era pra comentar com ninguém, então por que comentou? Para o outro rezar o caramba!! Se é pra rezar pela fulana então que vá você mesmo, dobre o joelho e ore, mas não precisa ficar espalhando ainda mais a situação para os outros. E tem ainda o fofoqueiro passivo, aquele que não fala de ninguém, mas ama ouvir um “babado”. É só alguém chegar com algo pra contar que ele já está pronto a escutar. Saiba: isso é pecado do mesmo jeito. Bem melhor e mais coerente seria que tivéssemos a coragem de dizer: “olha, isso não me interessa, é melhor você perguntar a pessoa se isso é verdade.” Muitos problemas seriam resolvidos se tivéssemos atitudes assim, muitas amizades, namoros, casamentos seriam preservados se não déssemos ouvidos as fofocas
Tem uma frase que é maravilhosa para se viver essa luta contra o pecado da fofoca: “se não tenho nada de bom para falar do outro, então é melhor eu ficar quietinho!” Dureza né? Mas funciona. Se por acaso você leu esse post e concluiu: “Puxa vida, acho que sou fofoqueiro… e agora? Estou condenado!!” Não tem nada disso. Maior que seu pecado é o amor de Deus. Basta se arrepender e recomeçar. Que Deus nos ajude a viver assim. Isso é cristianismo e ser cristão é bem da hora! Deus abençoe
Abraços
sexta-feira, 20 de maio de 2011 | By: neemiasmanoel

O Inferno- Parte 2

O inferno The Hell
Parte-2

A existência do Inferno é incontestável!
O verdadeiro Servo é aquele que está na presença do Pai, não pelo medo do inferno, sim, pelo prazer e satisfação de honrar e glorificar ao Senhor Deus.

Na Bíblia as palavras: Geena, Hades, Tártaro (grego) e Sheol (hebraico), são traduzidas pela palavra Inferno.

O Inferno é descrito como:

a) Castigo eterno: "E irão estes para o castigo eterno, porém os justos, para a vida eterna." Mt 25.46
b) Fogo eterno: "Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos." Mt 25.41
c) Chamas eternas e Fogo devorado: "Os pecadores em Sião se assombram, o tremor se apodera dos ímpios; e eles perguntam: Quem dentre nós habitará com o fogo devorador? Quem dentre nós habitará com chamas eternas?" Is 33.14
d) Fornalha acesa: "Mandará o Filho do Homem os seus anjos, que ajuntarão do seu reino todos os escândalos e os que praticam a iniqüidade e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes... Assim será na consumação do século: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes." Mt 13.41,42,49,50
e) Lago de fogo: "E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo." Ap 20.15
f) Fogo e enxofre: "Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro." Ap 14.9,10
g) Fogo que não apaga: "A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível." Mt 3.12
h) Lugar de punição: "Ora, se Deus não poupou anjos quando pecaram, antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas, reservando-os para juízo;" 2Pe 2.4
i) Lugar de tormento: "No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio." Lc 16.23

Veja mais:
a) "Porque um fogo se acendeu no meu furor e arderá até ao mais profundo do inferno, consumirá a terra e suas messes e abrasará os fundamentos dos montes."Dt 32.22
b) "Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus." Sl 9.17
e) "Os seus pés descem à morte; os seus passos conduzem-na ao inferno." Pv 5.5
f) "Eles, porém, não sabem que ali estão os mortos, que os seus convidados estão nas profundezas do inferno." Pv 9.18
g) "O inferno e o abismo nunca se fartam, e os olhos do homem nunca se satisfazem." Pv 27.20;
h) "Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno." Pv 23.14
i) "Eu os remirei do poder do inferno e os resgatarei da morte; onde estão, ó morte, as tuas pragas? Onde está, ó inferno, a tua destruição? Meus olhos não vêem em mim arrependimento algum." Os 13.14
j) "Eu, porém, vos digo que todo aquele que sem motivo se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento; e quem proferir um insulto a seu irmão estará sujeito a julgamento do tribunal; e quem lhe chamar: Tolo, estará sujeito ao inferno de fogo... Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te convém que se perca um dos teus membros, e não seja todo o teu corpo lançado no inferno." Mt 5.22,29;
k) "Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo." Mt 10.28;
l) "Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se fizeram, teria ela permanecido até ao dia de hoje." Mt 11.23;
m) "Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela." Mt 16.18;
n) "Se um dos teus olhos te faz tropeçar, arranca-o e lança-o fora de ti; melhor é entrares na vida com um só dos teus olhos do que, tendo dois, seres lançado no inferno de fogo." Mt 18.9;
o) "Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque rodeais o mar e a terra para fazer um prosélito; e, uma vez feito, o tornais filho do inferno duas vezes mais do que vós!... Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?" Mt 23.15;33
p) "Tu, Cafarnaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno." Lc 10.15;
q) "Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer." Lc 12.5;
r) "No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio." Lc 16.23
s) "Ora, a língua é fogo; é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno." Tg 3.6
t) "Ora, se Deus não poupou anjos quando pecaram, antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas, reservando-os para juízo." 2Pe 2.4
u) "e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno." Ap 1.18; e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno.
v) "E olhei, e eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o estava seguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra." Ap 6.8;
w) "Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo." Ap 20.14

Meu querido irmão a palavra do Senhor diz procurem-me enquanto posso ser achado, muitas pessoas serão crentes só no inferno quando verem com os seu próprios olhos, mas será tarde de mais meus irmãos.


fonte: Biblia Sagrada.

O Inferno- Parte 1


O Inferno The Hell
Parte 1

“Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus.”
Sl 9.17

O inferno existe! É uma verdade clara na Bíblia.

Para nós cristãos, inferno é um lugar e estado de castigo em que os perdidos (morreram na prática contumaz do pecado) estão eternamente separados de Deus.
A Bíblia o descreve como um lugar terrível, de tormento e onde estarão por toda a eternidade todos aqueles que não observaram os preceitos (descritos na Bíblia) do Senhor para suas vidas.
Definir com clareza como é o inferno é muito difícil. Os muitos textos que tratam do assunto, geralmente usam a linguagem figurada que nos leva a vê-lo fisicamente como lugar de: chamas, castigo, fogo etc. Portanto, a possibilidade do inferno não ser um lugar na dimensão espiritual é muito grande, sim, um estado de sofrimento eterno.

Confira a parte 2 brevemente

fonte: vivos (web site)

sexta-feira, 13 de maio de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Não tenha medo de fracassar

 

 

1. Elogios e críticas nem lhe adicionam nem lhe tiram valor

Você tem um valor inato aderido a sua natureza e nada nem ninguém pode tirar. Portanto, o que disser, o que pensar, as decisões que tomar, mesmo quando os outros não percebam, têm também um valor intrínseco porque vêm de você.

2. Não existem erros, só resultados

Se observar sinais de que as coisas não estão indo como você deseja ou como seu chefe espera, não significa que você seja um fracassado. Simplesmente a fórmula que está aplicando não serve para o que você busca, de modo que precisa trocá-la.

3. As pessoas são imperfeitas

Esquecemos coisas, não sabemos que existem formas de fazer melhor ou simplesmente atuamos sob a influência de chefes de conduta inconsistente e não temos consciência disso. Portanto, não existe um ser humano perfeito.
Não quero dizer que podemos ser irresponsáveis, deixando de assumir as consequências de nossos atos. Quero dizer que é válido nos permitirmos uma margem de erro, mas ao mesmo tempo devemos estar conscientes sobre o ponto 4, que explico na sequência.

4. Você tem capacidade de aprender a escolher de maneira inteligente

Tenha consciência das suas experiências para que não volte a dar os mesmos passos que não lhe levaram a lugar nenhum.
Cada erro lhe proporciona um conjunto de conhecimentos, hábitos e habilidades que são requeridos para cumprir satisfatoriamente outra tarefa, mas você só descobrirá quando pensar a respeito. Pouco a pouco você se tornará uma pessoa cheia de sabedoria, e tomará decisões mais centradas e sensatas.

5. Apóie-se em alguém que lhe dê luz quando estiver confuso

Essa pessoa só pode ser Jesus então não exite em pedir auxilio a ele toda vez que as dificuldades começarem a aparecer, ele ajudar-te-a e caminhara nesta contigo nesta jornada.
Abraços
terça-feira, 10 de maio de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Gravidez em adolescentes



Infelizmente em Angola temos a triste realidade onde crianças se tornam adultos cada vez mais cedo para cuidar de outras crianças, o que acaba resultando em um atraso social em muitas gerações, caso essas mães e pais “infantis” fossem casados e tivesse restituído família isso seria muito mais facilmente revertido, porém não é o que acontece na grande maioria.
A gravidez na adolescência é um mal que cresce cada vez mais no país, expondo nossas crianças a nível de qualidade de vida bem inferior aos padrões, podendo muitas vezes prejudicar o país como um todo. Isso acontece geralmente por conta da “liberdade”, já que falta de informação já não mais o grande motivo, porque as escolas oferecem aulas de sexualidade, as unidades de saúde oferecem métodos contraceptivos gratuitamente e ainda orientam os jovens brasileiros.
Antes o percentual de adolescentes grávidas no país era de uma para dez, hoje já são de três para dez, isso representa um crescimento demográfico que interfere diretamente nas riquezas do país afetando a qualidade de vida da população, o que falta realmente é a conscientização juvenil e o engajamento dos mesmos em outras coisas como estudo e conhecimento, algo que os faça esquecer a ideia de ser adulto precocemente.
quinta-feira, 28 de abril de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Medo!!!



Palavrinha chata essa ne?. Medo.
Sabe quando as coisas começam a desandar, de repente nada mais dá certo, os planos foram frustrados, o sonho morreu, as alternativas se acabaram, e agora o que fazer? É agora que ele entra, bem devagarzinho e começa a nós paralisar, surge o medo de tentar, o medo de errar, o medo de sofrer, e até o medo de acertar.
Deixamos passar grandes oportunidades porque temos medo, ele coloca na nossa cabeça que fracassamos uma vez e nunca mais vamos conseguir.
Conheço alguém assim, o livro de Juízes nos mostra a história de Gideão, Deus escolheu Gideão para ser líder de Israel, mas ele não estava muito confiante: “Senhor, como posso libertar Israel? A minha família é a mais pobre da tribo de Manassés, e eu sou a pessoa menos importante da minha família” Juízes 6;15
Ele até tinha razão em ter medo, afinal, ele era o menos importante e ninguém lhe daria crédito. Mas espera um pouco... Esse é o Deus que nós servimos, Ele usa quem Ele quer, na hora que Ele quer e como Ele quer. Olhe o versículo seguinte Juízes 6;16: “Mas o Senhor disse: -Você pode fazer isso porque EU o ajudarei.” Mesmo depois dessa linda afirmação de Deus, Gideão ainda estava com medo e pediu um sinal pra Deus, ele colocou uma lã no lugar aonde eles malhavam o trigo, e pediu que pela manhã Deus deixasse a lã encharcada de orvalho, mas o chão em volta seco. Deus fez assim. E naquela noite, Gideão ainda não convencido pediu mais um sinal, agora que o chão ficasse molhado e a lã seca. E Deus fez o que Gideão pediu para mostrar que Ele é poderoso e que ele não precisava ter medo. O resto da história a gente sabe, Gideão deixou o medo de lado e foi à batalha e com apenas 300 homens venceram os midianitas.
Se você está como Gideão, achando que não vai conseguir porque é o menos importante e o mais fraco, Deus tem uma coisa para você, não é um pedaço de lã molhada não, é a sua palavra: “Para envergonhar os poderosos, ele escolheu o que o mundo acha fraco. Para destruir o que o mundo pensa que é importante, Deus escolheu aquilo que o mundo despreza, acha humilde e diz que não tem valor. I Co 1:27,28.
Não tenha medo de tentar. “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois eu sou o seu Deus. Eu lhes dou força e os ajudo; eu os protejo com a minha forte mão” Is. 41; 10
Deus escolheu você, pra que temer?

Pode ou não pode?


Quem nunca fez essa pergunta antes de fazer algo que não ia de acordo com a doutrina da sua igreja? Usos e costumes! Assunto bem complicado esse, mas como sempre a palavra do Senhor nos dá todas as respostas. Que o mundo está querendo entrar na igreja e nos influenciar isso é inegável. Mas apenas pra relembrar: Nós fomos criados para sermos diferentes! “Ah, mas Deus quer é o meu coração, não importa como eu me vista” Sim e Não! Deus quer o seu coração sim, mas não é só isso. Ele deu o filho Dele para morrer em uma cruz por você. Por você INTEIRO, não só pelo seu coração. E ai entra a parte difícil... Não podemos oferecer a Deus somente o nosso coração e muito menos oferecer somente o nosso corpo nos deixando ser guiados por dogmas humanos, fazendo tudo como manda a lei, mas com o coração no mundo. Seguir uma doutrina não é a mesma coisa de ser santo, mas não posso ser santo se não andar segundo a doutrina. Existe uma linha bem fina entre o extremismo religioso e a vulgaridade, essa linha é o que eu chamo de Cristianismo verdadeiro e quem nós mantém focado nessa linha e ninguém menos que o Espírito Santo enquanto estivermos nessa linha Ele nós faz ciente que PODEMOS fazer, falar, usar, consumir TUDO. Mas que nem tudo nós convém. I Coríntios 6;12
quarta-feira, 13 de abril de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Harry Potter é Inofensivo?


Como é próprio dos espíritos de engano, este chegou de forma sutil e aparentemente inofensiva. Lembra a história do homem que encontrou um ovo na rua, levou-o para casa acreditando que fosse de um belo pássaro, colocou-o em incubadeira e quando o filhote nasceu, descobriu que era uma serpente venenosa. Mas, ao invés de meter-lhe uma paulada na cabeça, o cidadão viu até alguma beleza no bichinho e foi criando-o, a ponto de se acostumar com a peçonha. Acabou envolvido e dominado pela serpente e morreu vítima de seu veneno.

É o que tem acontecido com a bruxaria no mundo. Há trinta anos, uma simpática feiticeira loura apareceu nas emissoras de tevê mundiais. No seriado “A Feiticeira”, a loirinha não tinha verrugas e tampouco voava em vassouras. Era inteligente e bonita. Num leve movimento de ponta de nariz transformava mulheres rivais em rãs ou homens grosseiros em criados gentis. Quem iria atribuir o mal a alguém tão inofensivo?

Ao longo das últimas décadas, desenhos animados foram surgindo — produzidos na maioria nos estúdios americanos de Walt Disney. Gibis foram aparecendo e cruelas cruéis e magas patalógicas ganharam espaço. Reinos encantados saíram das pranchetas e espelhos mágicos sugeriam que a beleza era objeto de desejo, mesmo que para alcançá-la fosse necessário fazer uso da bruxaria e encantar belas adormecidas. A televisão transformou o planeta e principalmente as crianças em reféns da imagem e do som e o mundo voltou às fábulas.

Os educadores começaram a se preocupar. Como seria o mundo futuro se as crianças viviam como que hipmotizadas e passivas diante da Tevê? E, o que era pior, sem poder contar com a ajuda dos pais, da mesma forma escravizados.

A solução chegou também sutil e num repente. E foi literalmente um anjo caído do céu quem a apresentou: em livros. Não era isto que a humanidade queria? Tirar as crianças da TV e devolvê-las aos livros, o maior ícone cultural de toda a civilização?

As crianças precisavam voltar aos livros, não era essa a prioridade? Que voltassem a ler. Não importava que contivessem versos satânicos que as convidasse para entregar a alma ao Dragão, a antiga serpente, que é Satanás. Não importava que seu conteúdo ensinasse crianças a amaldiçoar a Deus e desejar o poder das trevas. Afinal, livro é cultura.
Cenário pronto, com a geração dos pais ainda como que hipnotizada pela piscadela da feiticeira Samantha do seriado em preto e branco, bastava encher as prateleiras das livrarias do cosmo.


Como se ainda estivesse em transe, a geração atual de pais não ofereceria qualquer resistência à entrada em suas casas de um completo manual de bruxaria, de acabamento de luxo e nome aparentemente inocente, com aventuras protagonizadas por um adolescente também aparentemente inocente e que usa óculos para grau forte: Harry Potter. Travestido de livro, a série é um curso completo de iniciação às profundezas de Satanás. E põe profundeza nisso.

Como disse alguém, o diabo é mau, não burro. Ele jamais chegaria exalando enxofre e de chifres à mostra — se é que os tem. O raciocínio do Demo é mesmo diabólico. Ele está mesmo endemoninhado. Quem, em sã consciência, iria impedir que crianças tenham acesso a uma fonte de saber fundamental como o livro? Afinal, esta série conseguiu fazer o que parecia impossível: tirar crianças da frente da tv, a babá eletrônica.
Os anjinhos passaram a adquirir o gosto pela leitura. Isto é maravilhoso. Estão lendo, é o que importa.
O que estão lendo não faz qualquer diferença... Assim como não faz diferença o que estão vendo ainda hoje em suas tv's particulares, nos quartos. Filhos de crentes trancados no quarto, ligados no canal que querem, e até a hora em que desejarem. Ora, pais, deixem de ser caretas..., dizem as más línguas.

Da teoria para a prática

Entre um plim plim e outro, os pimpolhos se entopem de assassinatos em série, estupros, crueldade e vingança... mas pelo menos não incomodam a mamãe na cozinha ou o papai, no trabalho. Agora, já não enchem o saco. Estão se enchendo do saber...
E como sabem. Sabem amaldiçoar, fazer um trabalho de bruxaria para matar alguém, renegar a Jesus, vingarem-se.
Para os educadores a novidade é saudada como maravilhosa. Dizem que esses livros de bruxaria levaram as crianças a deixar a passividade. Agora estão lendo.

Realmente as crianças deixaram a passividade. Antes, pela tv, os peraltinhas apenas viam outros matando, roubando, vingando-se e se prostituindo. Receberam lições inesquecíveis. Agora, com o manual de bruxaria, podem praticá-las.
Basta um pacto satânico. Jesus, aprenderam, era um fraco, morreu. Mas o Diabo sim, tem poder e passa esta força a qualquer interessado. Além disso estão agradando papai e mamãe, afinal nunca leram tanto em toda sua longa e experiente vida de 8 ou 12 anos...

Sucesso no Mundo todo

A série de livros de bruxaria escrita por Joanne Kathleen Rowling é sucesso no mundo todo e já é responsável pelo aumento no número de adeptos do satanismo. Nos últimos quatro anos, desde que o primeiro livro de Harry Potter surgiu nas livrarias americanas, o número de pessoas adeptadas ou simpatizantes do satanismo cresceu 14 mil por cento, só nos Estados Unidos.
Em 1995, os EUA tinham cerca de 100 mil adultos envolvidos com seitas e igrejas satânicas.
Hoje, estima-se que a igreja satânica tenha 14 milhões de seguidores entre crianças e jovens, nos EUA. No Brasil, a principal igreja satânica está sediada em Vitória, no Espírito Santo, cidade aliás campeã em homicídios no País. Para os satanistas, que não escondem a predileção por crianças e jovens virgens, de ambos os sexos, para iniciá-las em orgias e sacrifícios diabólicos, receber uma adesão infantil e inocente como essa é um presente do inferno.

A série Harry Potter já foi vendida em 42 países, traduzida para 35 idiomas e ultrapassou a marca de 100 milhões de exemplares vendidos. Na maioria dos países, os livros de Harry Potter estão em primeiro lugar de vendas.

O personagem foi criado por uma escritora britânica de 34 anos, Joanne Kathleen Rowling. A autora se descreve, quando criança, usando óculos, tímida e insegura, porém, bastante estudiosa. Na infância tinha um vizinho que gostava de brincar, chamado Potter. Eles costumavam brincar de ser bruxos. Joanne terminou seus estudos, casou-se, mas logo depois se divorciou. Quando sua mãe morreu, ela entrou em depressão. Foi nessa hora que começou a escrever a série Harry Potter. A autora, fazendo um apanhado de seus escritos, afirma: ´O tema que percorre os sete livros é a luta entre o bem e o mal´.

As aventuras de Harry Potter têm tirado muitas crianças da televisão e dos vídeo-games e os feito ingressar na leitura das trevas. Ao trocaram seis por meia dúzia estão na realidade, trocando tudo por 666, número que, segundo a Bíblia é marca registrada de Satanás.

As escolas têm, até mesmo, incluído no seu currículo, a leitura dos livros da série como auxílio nas aulas de gramática. Entretanto, alguns pais, numa escola em Durham, perto de Toronto, Canadá, não queriam deixar que os livros de Rowling fossem lidos em sala de aula para seus filhos, pois alegavam que os livros traziam glorificação à feitiçaria. Depois de vários debates, o conselho da escola decidiu pela permissão da leitura.

Professor de feitiços

Harry Potter é um garoto que, quando pequeno, enfrentou o mais poderoso bruxo, Lord Voldemort. Quando conseguiu vencê-lo, alguns poderes foram transferidos misteriosamente a ele. A partir daí, Potter vai para a escola de bruxos onde os personagens são: um professor de defesa contra artes das trevas, um professor de feitiços, um professor fantasma, um poltergeist, entre outros.

O material para os alunos da segunda série da escola de Harry Potter são: ´O Livro padrão de feitiços, 2ª série; Como dominar um espírito agourento, Como se divertir com vampiros, Férias com bruxas malvadas, (...) Excursões com vampiros, Passeios com lobisomens...´.

Impedidos por seus pais de freqüentarem cultos satânicos, alguns adolescentes têm criado suas próprias instituições. Para se tornar membro de um grupo desses é preciso amaldiçoar o nome de Deus. Segundo a igreja satânica, há entre crianças e jovens, 14 milhões de seguidores no mundo. Há pouco mais de 5 anos não havia mais que 100 mil adeptos, adultos na grande maioria.

Demônio de três cabeças

Harry é um feiticeiro de 13 anos de idade, que blasfema abertamente contra Deus e contra Jesus, promovendo a feitiçaria seguida de vingança contra qualquer um daqueles que o desaponte. O livro lhe da exemplos de como fazer rituais com palavras de magia e invocação de poderes demoníacos, e vem ate mesmo com a bibliografia completa das obras citadas. Mostra até como invocar ´CEREBUS´ demônio a quem chamam de cão de caça, de três cabeças, habitante do inferno...

Livros da série , todos escritos por J. K. Rowling: Harry Potter e a Pedra Filosofal; Harry Potter e a Câmara Secreta; Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban!; Harry Potter e o Cálice de Fogo;
                                                                                             

Irmãos Queridos: Tenho plena certeza que muitos hão de ler este artigo, crianças, jovens e adultos e infelizmente vão concluir que tudo isto não passa de de exageros. As velhas e clássicas frases ditadas pelo diabo, voltam à cena na boca de muitos: "Não é bem assim!", "Tudo isto é exagero!", "É coisa de crentes metido a santo!" entre outras.
E continuarão a dar lugar ao diabo, permitindo que produtos malditos como Harry Potter entre em suas casas, ao locar fitas de vídeo, comprar os livros da série e uma vasta gama de produtos: bonecos, camisetas, bonés, tênis, games, etc.

"Vigiai..." é o grande mandamento do Senhor para aqueles que são chamados a servi-Lo. Se, por negligência, entrou em teu lar produtos malditos, ainda é tempo de limpar tua casa. Recolha todas as coisas, que trazem sobre si conotações espirituais: Livros, fitas, quadros, bonecas, camisas, bonés, games, etc. e as queime!
Declare ao maligno, que as portas que ele abriu para entrar em teu lar estão sendo fechadas. Consagre tua vida, tua casa, teus filhos, teus bens, tudo que tens a Deus e procure dedicar-se integralmente ao Senhor e sejas cheio do Espírito de Deus.
Pais, explique abertamente a vossos filhos o poder do diabo e que há coisas que não podem ser consagradas, são de uso exclusivo dos filhos das trevas, mesmo que esteja na moda no mundo.

Afinal, somos separados para a honra e glória do Senhor Deus! Abraços
domingo, 3 de abril de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Adolescentes: ficar ou namorar??? eis a questão...?


Ola pessoal, espero que estejam a gostar de ler os artigos do blog, e pra dizer que temos uma surpresa pra apresentar..... Daqui a mais alguns dias não teremos mais artigos somente escritos por mim, eu mais um amigão decidimos formar uma equipe de postagens e logo logo estaremos sendo abençoado pelos seus artigos, então quando se acertar tudo poderemos ler e comentar os artigos desse meu amigãaao. Mas a questão que me traz a publicar hoje é outra, sai pra rua pra fazer uma sondagem com alguns adolescentes sobre o que eles acham sobre a nova onde onda que começou no brasil e que hoje ja é muito popular tambem no nosso país ou pior ainda nas nossas igrejas, com muito carinho acompanhem as respostas de nossos amigos.

Pergunta:

Hoje em dia a moda é o famoso "ficar", sem compromissos, totalmente relax...
Mas o que seria melhor, namorar ou ficar???
A parti de quantos anos podemos liberar os adolescentes, com 12,13,14,15???
O que fazer quando as nossas meninas de 12, 13, 14, 15 anos chegam em casa e dizem que estão "ficando com algum garoto??? os mesmos procedimentos devem ser tomados se elas disserem que estão namorando???

Obsrvação: Os nomes dos adolescentes foram mudados por sigilo.

Respostas:

Josias Mateus(PIB): Creio que não pode proibir pois acabam fazendo escondidos e depois fazem até pior eu tenho 15 anos e meu primeiro beijo foi aos 11  mais como vc está falando de meninas o mais pudente e os pais conversanrem com elas e dizer o que pode e o que não pode de preverencia liberar, mais tem casos e casos pois tem gente q fica so por fica e acaba machucando o coração dos outros mais em minha opinião e melhor deixA pois assim vc ira saber o que e com quem, melhor do que fica no famoso escurinho.

Priscila Torres(Sib): Depende...
Eu com 12 anos brincava de barbye.. fui bjar com 14 12 anos ainda é criança.. se eu fosse mãe, nossa eu nem sei o q faria com ela!

Julião Magalhães(Tib): namorar é melhor...
E não interessa o que alguns homens digam, é fato que todos eles chegam a esta mesma conclusão depois de se darem conta que só festa é chato.

Camila Simão(M.O): Olá, pois é, os dias de hj estão mudando muito e parece dificil acompanhar essa situação, mas na verdade, proibir é pior, pq dai vão fazer escondido e as consequências podem ser piores!!!
Aos 10 ou 12 anos ja estão se sentindo mocinhas e adoram paquerar, o jeito é deixar, a idade assusta mas é isso mesmo mãe, infelismente para nós, é hora de deixá-los bater asas. E rezar muito para Deus os proteger, mas claro que antes disso, umas boas conversas e mantê-los informados de todos os perigos que os cercam, inclusive doenças que podem adquirir com o sexo.
Digo isso pq , claro que por mais que eles queiram "ficar", vão acabar experimentando essas "novas sensações" que são para eles importante, entende.
Boa sorte, vai dar tudo certo, o melhor é ser a mais amiga possível de sua filha, ok. Bjos da Val. =^.^=

Carlos Matoso(NJ): Na minha opiniao eu acho melhor namorar, mas muitas vezes começa com o ficar e acabam namorando, hj em dia os adolescentes começam a sua vida amorosa cada vez mais cedo, apartir 13/14 ja começam a te aquele desejo de ter um namoradinho, mas isso tambem depende de pessoa para pessoa claro. Acho que quando as meninas contam que tao ficando com alum garoto, deve haver uma conversa e praticamente os mesmos procedimentos de um namoro. Nunca e de mais alertar ou ter uma breve conversa.

Eis as respostas de apenas cinco adolescentes, e voce o que achas?????? deixe seu comentario. Abraços
sexta-feira, 1 de abril de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Piercings evangélicos?



Tornou-se comum andar por aí e deparar com adolescentes, jovens e até adultos usando piercings na barriga, umbigo, orelha, nariz, lábios, sobrancelhas, língua e etc. Até nas igrejas não é incomum encontrar adolescentes crentes em Cristo que aderiram à moda. É possível que usem os tais adereços, sem se ter o mínimo de informações a respeito, e com a maior simplicidade de espírito, sem malícia ou maldade, mas isso não tira o perigo que tais modismos representam para a identidade da igreja de Cristo.

Ao contrário do que se pensa, a palavra “piercing” não é um neologismo, ou seja, uma palavra nova decorrente de um novo costume, mas é uma velha conhecida Bíblica. Vem do inglês e tem o sentido de traspassar, perfurar, penetrar. Transcrevo abaixo alguns versículos da Bíblia em inglês, apenas para que se perceba a presença dessa palavra e em que contexto aparecem:

A Bíblia de Scofield em inglês, usa a “authorized version”, uma respeitada versão da Bíblia e, em Lucas 2:35 diz:

“Yea, a sword shall pierce through thy soul also...”. São palavras de Simeão ao segurar o menino Jesus nos braços, quando profetiza a respeito do sofrimento de Maria: Eis que uma espada também traspassará a tua própria alma.
Ainda em Apocalipse 1:7, a mesma versão diz: “Behold, he cometh with clouds; and every eye shall him, and they also wich pierced him.” (Eis que vem com as nuvens e todo olho verá até aqueles que o traspassaram).

Também a New International Version (NVI) usa essa palavra em Apocalipse 1:7, Lucas 2:35 e Zacarias 12:10.

Por que Satanás usaria uma palavra que se refere ao sofrimento de Cristo para nomear um novo modismo mundial? Parece-me claro que a resposta é que há um simbolismo, uma filosofia, um misticismo, uma idéia oculta no uso do piercing. Há uma filosofia satânica que diz: pelo seu sofrimento você se igualará a Cristo, o sofrimento dele não é único, você também pode ser traspassado, entre para a nossa “tribo”. Assim, mesmo que alguém o use inconscientemente e por simplicidade, não pode negar que seu uso significa uma vontade de ser aceito pela sociedade mundana como um igual a todos, o desejo de atrair atenção para si mesmo, o desejo de seduzir e ser seduzido. Julgue você mesmo: isso convém aos santos?

O piercing na verdade não é algo novo, começou, segundo historiadores, há milhares de anos, quando algumas comunidades e tribos usavam enfeites semelhantes para perfurar o corpo em cerimoniais cheios de misticismo, com significados espirituais, sexuais, e rituais ocultos que incluíam desde pacto de sangue até rituais macabros de sacrifício infantil.

Maria Cecília Bahia, estudiosa do assunto, afirma que:

“A moda do piercing ganhou força com o movimento hippie dos anos 60 e 70, conquistando jovens adeptos à prática do sadomasoquismo, que viram no adorno uma nova forma de exaltar o corpo e as suas zonas erógenas. Chegou à Inglaterra com o movimento punk e nos Estado Unidos com o movimento gay nos anos 80 e 90, chamando a atenção de todo o planeta com o casamento entre o primitivo e o moderno.” (jornaldapalavra.com.br).

Usava-se para defender uma bandeira, um comportamento, uma opção de vida. Uns defendiam o homossexualismo e viam nas mutilações uma maneira de protestar, outros queriam liberdade sexual, por isso exibiam as zonas sensuais do corpo transpassadas para chamar a atenção para o seu protesto, por isso, perfuravam língua, umbigo, nádegas, boca, coxas e até órgãos genitais. Perceba: isso é mais sério do que se pensa para os princípios cristãos.

Um jovem poderia perguntar: mas qual a diferença entre o brinco que as mulheres usam livremente e o piercing?

A primeira diferença está no caráter permanente do piercing, ele não é posto ocasionalmente, para ser tirado todo dia, ou para ser usado apenas em ocasiões específicas. A intenção é que ele fique pra sempre, e passe a fazer “parte do corpo”. E esse caráter permanente o transforma em algo mais do que um simples adorno, torna-se um símbolo. Mas símbolo de quê? É aí que reside o problema. Uma vez posto, ele estará ali permanentemente como forma de identidade, vinculando a pessoa a um certo grupo social. O uso do piercing identifica o usuário como adepto da tribo da noite, da liberdade sem limites, da exposição do corpo, da rebeldia, da independência. Isso representa uma dificuldade para o cristão, o qual não deve amar o mundo (I João 2:5), deve aborrecer o mal e apegar-se ao bem (Romanos 12:9) e não se conformar com esse século (Romanos 12:1), e é advertido a não usar da liberdade para dar ocasião à carne (Gálatas 5:13).

O servo de Abraão colocou um pendente no nariz de Rebeca quando encontrou-a para noiva de Isaque (Gênesis 24:47); e o escravo hebreu que não quisesse sair livre por amar o seu senhor e sua família, tinha a orelha furada com uma sovela, como sinal de que o serviria por amor, para sempre (Êxodo 21:6). Nesses dois casos não era um enfeite provisório, como o brinco, era algo permanente, um símbolo de entrega pessoal a uma causa, representando um pacto, o que é bem mais abrangente e sério do que uma moda passageira.

Outro problema é a inexistência de distinção entre os sexos. O piercing é usado por homens e mulheres indistintamente. Não deveriam ser diferentes? Certamente que sim. Mas não há diferença. E essa conotação é preocupante, pois é contrária aos padrões estabelecidos pelo Criador, o qual criou homem e mulher.

Diante dessas informações, podemos tecer algumas considerações finais:

Em primeiro lugar, dizemos aos adolescentes e jovens que a verdadeira beleza não está ligada ao adorno externo, conforme ensina I Pedro 3:3-4, mas está vinculado ao quilate espiritual da pessoa, que é de grande valor diante de Deus.

Também afirmamos que um cristão não pode, mesmo que inconscientemente, divulgar a filosofia de Satanás, adotando qualquer modismo, sem averiguar os prós e os contras que tais usos envolvem.

Ainda apelamos para o fato de que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, e que “fostes comprados por preço, agora pois, glorificai a Deus no vosso corpo (I Coríntios 6:19-20).

Finalmente, esclarecemos que haverá irmãos que pensam de forma diferente acerca desse assunto, provai todas as coisas e retende o que é bom.
Abraços
terça-feira, 29 de março de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

O que faria Jesus?

O Que Jesus Faria? (pdf)
Decisões morais e éticas
Jesus chamou as pessoas para segui-lo. Os verdadeiros discípulos andam nos passos do Senhor (Marcos 8:34). Ele nos deixou um exemplo perfeito para ser imitado (1 Pedro 2:21b-22). Ele enfrentou as mesmas tentações que nós encaramos hoje, mas nunca caiu no pecado (Hebreus 4:15).
O exemplo de Jesus se torna imprescindível na nossa luta diária com as tentações e provações. Para vencer os desafios morais e éticos, precisamos buscar a resposta certa à pergunta: O que Jesus faria na minha situação?
Como podemos saber o que Jesus faria?
Não adianta fazer o que eu imagino que Jesus teria feito, e muito menos fazer o que eu quero e depois tentar convencer a mim mesmo que ele faria o mesmo! Eu preciso saber como ele agiria se enfrentasse as mesmas opções que estão diante de mim. De três maneiras, aprendemos nas Escrituras o que Jesus faria:
  • O que Jesus fez – pelo exemplo que ele deixou. Quando Jesus ensinou uma lição sobre humildade e serviço, ele disse aos apóstolos: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (João 13:15). Jesus deixou um exemplo de obediência perfeita ao seu Pai, submetendo sua própria vontade à vontade do Pai (Mateus 26:39,42). Mostrando-nos seu exemplo de obediência, ele quer a nossa submissão à vontade divina (Hebreus 5:8-9).
  • O que Jesus falou – pelas suas palavras. Quando se trata de homens, sabemos que as palavras e os atos podem se contradizer. Alguém pode ensinar uma coisa e praticar outra. Jesus condenou tal hipocrisia dos líderes religiosos de sua época (Mateus 23:27-31). Infelizmente, o mesmo problema persiste até hoje. Mas quando Jesus fala, podemos confiar totalmente na integridade de seu caráter. Ele é Deus, e as palavras dele concordam plenamente com os seus atos (Hebreus 1:12; 13:8; Tiago 1:17). Quando Jesus ensina como agir, podemos ter certeza que ele faria da mesma maneira que ensina aos outros.
  • O que ele mandou outros falarem – pelas palavras que ele transmitiu. Antes de voltar para o céu, Jesus deixou homens encarregados da responsabilidade de continuar seu ensinamento. Hebreus 2:3-4 mostra que as palavras transmitidas por estas testemunhas fazem parte do evangelho revelado pelo Senhor. Jesus foi claro em mandar que eles revelassem suas instruções aos homens (Mateus 28:20; Atos 26:16,19). Todos os livros do Novo Testamento fazem parte da bússola que nos orienta nas nossas decisões.
Como escolher o caminho certo – três perguntas fundamentais:
As três maneiras de saber o que Jesus faria sugerem três perguntas fundamentais para acharmos o caminho certo:
  • O que Jesus fez em circunstâncias semelhantes? Jesus já passou por experiências semelhantes às nossas, e o procedimento dele serve para nos guiar. Se você for maltratado, olhe para o exemplo de Jesus (1 Pedro 2:23).
  • O que Jesus falou sobre o assunto? Jesus nunca se casou, mas falou da permanência do casamento (Lucas 16:18). Ele nunca pecou, mas mostrou a importância de pedir perdão (Mateus 6:12).
  • O que Jesus mandou outros falarem sobre a questão? Os apóstolos entenderam bem a importância de se limitarem à vontade de Deus em tudo que falaram (1 Pedro 4:11). Eles escreveram para orientar os fiéis em seu proceder (1 Timóteo 3:14-15). Eles esperavam que os discípulos se lembrassem do ensinamento, mesmo depois da morte daquela geração (2 Pedro 1:12-15).
O que Jesus faria – algumas aplicações práticas
Uma vez que entendemos estes princípios, devemos aplicá-los nas nossas decisões cotidianas. Tenho usado esta abordagem em muitas palestras em relação às práticas religiosas dos nossos dias, perguntando o que Jesus faria num mundo de confusão religiosa. É uma aplicação importante. Mesmo entre pessoas que se preocupam em voltar ao padrão bíblico nas práticas e ensinamentos de uma igreja, é necessário fazer outras aplicações – especialmente na conduta pessoal – destes mesmos princípios. O que Jesus faria diante das escolhas que enfrentamos no dia-a-dia? Como ele resolveria decisões de prioridades? Qual seria a resposta dele aos desafios morais e éticos? Quero sugerir algumas aplicações para ilustrar o valor desta abordagem. Você, certamente, pensará em muitas outras.
O que Jesus faria . . .
● Se alguém pedisse para colocar seu emprego acima do seu serviço espiritual? Muitos discípulos usam o trabalho como justificativa automática para não cumprir suas responsabilidades espirituais. Será que Jesus teria as mesmas prioridades? Ele nos adverte sobre o perigo de buscar riquezas (Mateus 6:19-21; 1 Timóteo 6:9-10). E quando se trata de necessidades do dia-a-dia, e não de riquezas, ele ainda prioriza o serviço espiritual (Mateus 6:25,33). Devemos considerar estes fatos antes de aceitar empregos que envolvem horários ou viagens que impedem a participação em reuniões da igreja (Hebreus 10:24-25), ou empregos que exigem alguma conduta que não convém para o cristão.
● Se alguém pedisse para colocar um passeio acima do seu serviço espiritual? Não é errado sair da rotina para descansar em algum outro lugar, talvez um lugar mais deserto. Jesus mesmo levou os apóstolos num “passeio” deste tipo (Marcos 6:31-32). Mas, durante a viagem, surgiram trabalhos espirituais que eram mais urgentes, e Jesus atendeu as pessoas que o buscavam (Marcos 6:34). Afinal, o “descanso” dele foi uma caminhada subindo a um monte, onde passou várias horas em oração (Marcos 6:46-48). Não há dúvida sobre as prioridades de Jesus. E as nossas?
● Se alguém pedisse para colocar a família acima das coisas de Deus? Famílias nem sempre ajudam em nosso serviço ao Senhor. Numa ocasião, a família de Jesus tentou impedir o trabalho dele (Marcos 3:20-21). Quando chegaram, Jesus não deu atenção à família, preferindo continuar seu trabalho com sua família espiritual (Marcos 3:31-35). Este exemplo não justifica a negligência de responsabilidades familiares. Os homens devem ser maridos e pais responsáveis, e as mulheres devem cumprir bem seus papéis como esposas e mães. Mas quando as atitudes carnais de uma pessoa da família força uma escolha entre Deus e a família, devemos ficar com o Senhor.
● Se tivesse namorada? Mesmo não achando na Bíblia nenhum exemplo de namoro ou casamento na vida de Jesus, não temos dúvida que o comportamento dele num namoro teria sido exemplar. Se ele tivesse uma namorada que quisesse passar dos limites no contato físico, o que Jesus faria? Se ela quisesse usar uma roupa sensual, o que o Senhor faria? Se ela incentivasse a participação em atividades impuras, como Jesus reagiria? Não há dúvida de que Jesus manteria sua pureza, mesmo se tivesse que terminar o namoro. Considere o que ele nos instrui em 1 Pedro 1:14-16; Gálatas 5:19; 2 Coríntios 7:1 e Mateus 5:28-29.
● Se os amigos incentivassem a participação das coisas erradas do mundo? Jesus tinha bastante contato com pessoas do mundo, mas sempre como a luz que convidava as outras pessoas a saírem das trevas. O cristão pode manter amizades com pessoas do mundo, desde que ele exerça a influência positiva, e não deixe os outros o levarem para o pecado (Mateus 5:14-16). Os discípulos do Senhor não saem do mundo, mas ficam livres do pecado do mundo (João 17:14-17). Os amigos podem estranhar, mas precisamos recusar participar das coisas erradas que fazem (1 Pedro 4:3-4).
● Se vivesse no meio de pessoas perdidas no pecado? Jesus, como todos nós, viveu numa sociedade cheia de pessoas perdidas. Ele se compadecia delas e ensinava-lhes a palavra de Deus, que é o meio que Deus oferece para a salvação (Marcos 6:34; cf. Romanos 1:16). Ele olhou para as pessoas que o rejeitaram e queria resgatar e proteger todas (Mateus 23:37). E nós? Se já aprendemos alguma coisa da palavra salvadora do evangelho, não temos a obrigação de compartilhar esta mensagem com as pessoas perdidas ao nosso redor? Nós devemos imitar o exemplo de Jesus com a mesma urgência que Paulo sentiu quando disse: “Pois sou devedor tanto a gregos como a bárbaros, tanto a sábios como a ignorantes; por isso, quanto está em mim, estou pronto a anunciar o evangelho também a vós outros” (Romanos 1:14-15).
O que Jesus faria? A resposta certa bem aplicada pode mudar o rumo de sua vida – para seguir os passos do Senhor até a vida eterna!
sexta-feira, 25 de março de 2011 | By: Abraão Jorge Epalanga Jorge

Clamor pelas nações

O que estã acontecendo com o mundo?

Terramoto no Japão
Para quem somente acompanha as noticias, nao tem ideia do tamanho real dos acontecimentos.
Foi terrivel ficar angustiado por noticias de parentes, quando voce consegue falar com eles, sao relatos de pavor e muito desespero porque ainda ha riscos de outros terremotos da mesma magnetude, estão aconteçendo sucessivos tremores, nao tem agua, nem luz em alguns lugares e a comunicação esta comprometida, então falar qua não adianta ter dinheiro e muita ignorancia porque se isso acontecesse ca em Angolana poucos iriam escapar com vida podem ter certeza.